quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Joinvilense no Nacional de Bocha

Deolinda é atleta com paralisia cerebral

O 10º Campeonato Brasileiro de Bocha será realizado em Curitiba de 15 a 20 de setembro e Santa Catarina será representada pela atleta Deolinda Maria Lage Fernandes, um exemplo de superação.
O campeonato é realizado pela ANDE, Associação Nacional de Desportos para Deficientes, com apoio do CPB, Comitê Paraolímpico Brasileiro, e reúne os melhores atletas da modalidade, que obtiveram a vaga nas competições regionais.
O Campeonato nacional será disputado em quatro grupos de quatro jogadores que competem entre si, classificando os dois primeiros de cada grupo, que avançam para as quartas-de-finais da competição de forma eliminatória, seguindo para as semifinais, finais disputa de terceiro e quarto lugares do campeonato.
A competição também serve como raqueamento para a convocação para seleção brasileira.
Sobre a atleta
Deolinda, 42, nasceu em Portugal e uma complicação no parto impediu a oxigenação no cérebro. Os problemas foram percebidos logo nos primeiros meses, mas apenas quando ela completou nove meses é que foi constatada a lesão cerebral irreversível. A família jamais se deixou abater, e segundo seu pai, Joaquim Fernandes, “a filha é uma lição de vida a qualquer pessoa que conheça sua história”.
"A falta de oxigênio no cérebro na hora do parto também pode causar paralisia cerebral. Normalmente, o problema afeta a coordenação motora e a fala, mas a inteligência é preservada, como no caso da Deolinda", completa.
Desde que chegou ao Brasil, em 1976, ela estudou em colégios normais. O objetivo da família era fazer com que Deolinda mantivesse o convívio social. E ela superou as expectativas. Depois de prestar o vestibular, fez o curso de administração na Univille e, ao concluir a faculdade, viajou para Portugal.
"Ficamos sabendo que havia um centro de formação profissional e ela ficou lá durante 22 meses. Valeu a pena porque hoje temos a certeza de que ela pode se virar sozinha quando não estivermos mais aqui", completa o pai. Foi neste centro que Deolinda aprendeu a utilizar o computador, fez muitos amigos e começou a desenvolver a idéia de escrever um livro.
Atualmente Deolinda é secretária executiva e atleta do Centro Esportivo para Pessoas Especiais. Dedica-se ao esporte há um ano e meio e já coleciona bons resultados, como o título de campeã do Parajasc 2009 e o quarto lugar no Regional Sul de Bocha.

1 comentários:

Escuteseusolhos.blogspot.com disse...

Que tal uma troca de links?

Postar um comentário